Finalmente no 1.1.1

update111.png

Fui extremamente conservador desta vez, mas agora estou no novo update. Eu esperei para realmente ter mais feedbacks sobre todos os detalhes do pessoal que estava fazendo as atualizações e os softwares. Usei o iNdependence e tudo deu certo. O YouTube não desbloqueou como prometido, mas depois eu fiz outro hack e funcionou numa boa.
Uma das coisas mais legais para nós brasileiros são os acentos, é estou escrevendo este post no iPhone e como podem ver com tudo 100%.
O teclado está todo em português assim como várias outras partes, mas não todo. Foi interessante a escolha da Apple para fazer a acentuação, você segura a letra que deseja acentuar que logo aparecem as opções. No começo eu achei lento, mas depois me acostumei e vi que faz mais sentido não precisar pressionar múltiplas teclas como nos outros samartphones.
Uma das coisas mais viciantes é a iTunes WiFi Music Store, ficar navegando e ouvir o previews de 30sec é muito legal. Mesmo se não se pode comprar é legal para conhecer e se lembrar de músicas que depois se pode comprar de outra forma. Como a Apple Brasil prometeu para breve a loja por aqui a coisa tende a ficar muito bacana mesmo.
No mais há vários outros pequenos detalhes que somam ao já bem estruturado sistema. Aos poucos a Apple vai cumprindo a promessa de que as atualizações via software iriam trazer várias vantagens para o consumidor mesmo depois da compra. Agora, na próxima podia vir copy and paste please…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Comments (

2

)

  1. alexprimo

    Será que uma interface fácil de usar e preços baixos na IMS diminuirão a pirataria de música no Brasil? Eis a questão!

  2. edupel

    Pois é, la nos EUA aconteceu isso. Agora se baixa mais músicas legais dos que piratas. Isso era impossível de se imaginar há alguns anos…