iPad 2 Review

20110522-084446.jpg

Estou usando um iPad 2 preto 32gb WiFi há 1 mês e agora acabo de trocar por um branco 64gb com 3G. Assim, pude ter uma idéia clara de algumas
variações. Este review não vai repetir as questões básicas do iPad, pois estas já foram comentadas em vários posts sobre a versão original.
A questão então é: o que muda? Aparentemente trata-se de um upgrade simples, mas as alterações em alguns pontos são fundamentais para melhorar a experiência como tablet.

Dimensões, peso e tela:

A tela me parece exatamente a mesma da versão anterior, somente a camada anti-gordura me pareceu mais eficiente. Como tenho as mãos secas o meu iPad não fica com muitas marcas, mas no 2 me pareceu ficar ainda mais limpo.
Ele é um pouco menor na largura e altura em relação ao iPad 1 e muito mais fino. Esta última medida na minha opinião mudou muito a sensação de manuseio do aparelho. Ele agora é mais fino do que uma revista média e fica bem mais fácil de transportar em pequenas bolsas. O peso também é responsável por esta mudança de sensação de uso. Apesar de ter somente 100 gramas menos do que o iPad 1 ele parece ser muito mais leve. Para todos que reclamava do peso em leituras longas esta pequena perda de peso faz muita diferença. O interessante é que o iPad tem este peso por causa da bateria, e no 2 ela tem a mesma autonomia, apesar do maior processamento.

Processador e Gráficos:

Falando em desempenho ele é perceptivelmente maior graças ao chip A5 que agora tem núcleo duplo. Além disso, a Apple afirma que o sistema gráfico esta 9x mais rápido. Na prática os jogos ficaram ainda mais ricos, a navegação na web muito mais rápida e sem os vazios quadriculados quando rolávamos a pagina. Apps como The Daily precisam de novos reviews, pois estão muito mais rápidas.
Outra questão para professores, e todos que precisam demonstrar mais do que slides em projetores, é que agora tudo está espelhado na tela e no projetor. Além disso, é possível conectar o iPad 2 a um monitor HD com uma adaptador HDMI que gera 1080p. Comprei agora esta peça e funciona muito bem mesmo. Alguns Games já possuem o suporte para a saída 1080p.

A capa:

Esta é uma questão polêmica, enquanto uns adoraram, outros acharam frágil. A Apple alega que a questão é proteger o monitor, pois a parte de trás é de alumínio e não arranha. Neste mês eu utilizei o iPad em viagens, aulas e reuniões e ele realmente não arranhou. Mas claro, cuidado nunca é demais.
O esquema dos imãs espalhados estrategicamente pelas bordas do aparelho é daqueles toques de elegância que os caras de Cupertino são mestres. Alias, eles adoram imãs, lembrem do controle remoto dos iMacs brancos ou mais recentemente o plug MagSafe dos MacBooks. Detalhes como ligar ou desligar o aparelho ao fechar ou abrir a capa é um exemplo de conexão perfeita entre acessório e device.
Resumindo, para quem leva o iPad na mochila ou bolsa esta capa é perfeita.

Câmeras:

A adição da câmera, ou das câmeras, era uma das novidades mais aguardadas na segunda geração do aparelho. Aqui, a Apple fez uma escolha parecida com as dos iPods: vídeo é a mensagem. Elas até tiram fotos, mas na realidade são otimizadas para vídeo. A frontal é para FaceTime ou Skype e a traseira para filmagens em 720p. Os dois programas de videoconferência funcionam perfeitamente. Os filmes, embora com a mesma resolução do iPhone, não apresentam a mesma qualidade. Com muita luz fica bacana, mas em ambientes fechados fica tudo granulado. A Apple fez uma opção para manter a estética do iPad, seria impossível colocar a câmera do iPhone 4 neste design.
A melhor parte de tudo isso é poder usar o iMovie no iPad. Eu já achava fantástico poder capturar, editar e publicar em HD um evento em poucos minutos, mas com o visor maior ficou realmente sério. Acho que jornalistas Web podem usar sem medo de ficar amador. É só ter bom gosto na hora da edição. Uma técnica boa é abrir o iMovie e ir capturando direto para a linha de tempo, fica super fácil de cortar, colocar títulos, créditos e upload para Youtube ou Vimeo. Olhem este exemplo feito por mim em um debate na Famecos.

Conclusão:

Em vários reviews pela Web eu li que para quem tem o iPad original não precisa trocar. Bom, isso depende mesmo do uso. Se você usa o iPad ocasionalmente para navegar ou ler revistas pode ser por aí. Agora, se você como eu tenta sempre que possível deixar o Laptop em casa o iPad 2 tem muito mais poder de fogo. Ele navega mais rápido, mostra tudo na tela do projetor, faz vídeoconferencia, edita vídeo e por aí em diante.
Retomando um ano atrás quando existiam várias limitações para substituir um notebook estas questões estão começando a cair uma a uma. O iPad 2 eleva o conceito inicial e expande o seu uso em novas direções. Alias, quem disse que os tablets foram feitos só para consumir conteúdo. O iMovie e o GarageBand são dois ótimos exemplos do contrário. O iPad virou um ícone do que Jobs chamou de era Pós PC e isso começa a fazer cada vez mais sentido.

Update:

Na realidade este vídeo deixa claro que a SmartCover pode salvar o seu iPad! Cuidado cenas fortes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Comments (

0

)