Review Galaxy Nexus

20120501-205250.jpg

Este review é uma continuação da avaliação do ano passado do Galaxy S, sim os nomes não possuem lógica de sequência, mas este é o segundo aparelho Nexus feito pela parceria Google/Samsung. Aqui no Brasil a Samsung finalmente trouxe com o nome de Galaxy X, mais um nome… O primeiro Nexus, o One, foi fabricado pela HTC. Este tipo de aparelho sempre inaugura um novo sistema e significa a experiência indicada pelo Google como ideal para o Android, ou seja, sem as diferentes skins e Apps que os diversos fabricantes colocam. Outra vantagem desta série de aparelhos é que os upgrade do sistema sempre saem antes. O Galaxy Nexus inaugurou o Android 4.0 Ice Cream Sandwiche (ICS) e logo depois do começo das vendas o sistema já estava disponível também para o Nexus S.
Antes do hardware vamos atualizar então o que muda no ICS. Este upgrade é uma sequência do sistema 3.0 feito especialmente para tablets. Agora o pessoal do Google está tentando unificar a experiência das duas plataformas. Como nos tablets, o sistema agora tem botões virtuais para os smartphones também, mas isso deve ficar opcional para cada fabricante.
Talvez “a” mudança radical do ICS seja na interface, o Google contratou o Mathias Duarte, que entre outros trabalhos foi o responsável pelo elogiadíssimo projeto original do WebOS da Palm. Ele liderou uma equipe que pretende “limpar” e simplificar a interface que desde a versão 1.0 não possuia uma mudança radical. A primeira medida foi acabar com o botão de funções extras que ficava encoberta pela App, a ideia agora é tentar mostrar tudo para o usuário visualmente. Outra mudança foi o desenho da fonte Roboto, que muitos dizem ser inspirada na Helvética. Ela é a fonte oficial do sistema e deu uma consistência maior. Esta bem mais agradável usar o Android agora, só espero que as customizações dos fabricantes não atrapalhem. O Mathias Duarte acabou de lançar um manual da interface para desenvolvedores, ao estilo Apple Human Interface Guideline, o que é uma esperança.
No mais, ainda não gosto do teclado. Estou escrevendo este review nele e não há acentuação automática eficiente ou correção inteligente como no iOS. É preciso customizar manualmente até ficar aceitável. Pelo menos a precisão das teclas está bem melhor. Acho também que a tecla volta continua inconsistente, como na versão 1.0. Em alguns momentos somos conduzidos para a App anterior e em algumas Apps para outra tela. O emal é um exemplo disto.
Vamos ao hardware então, pois trata-se do ponto alto do conjunto. Começando pela tela de 4.65 polegadas feita de Super AMOLED. Não é Super AMOLED Plus como o Galaxy Note e II, isso indica que ele tem um pixel a mais de verde por pixel. Esta combinação se chama pentile e facilita a montagem da tela AMOLED de alta resolução, no caso 1280 x 720, mas peca por não reproduzir as cores 100% corretas. Na prática é preciso um bom olho para notar, e a resolução grande ajuda a minimizar este problema, mas todos reclamaram que em um celular top isso não deveria estar presente. Outra questão é que este display grande deixa quase impossível a operação com uma só mão, pelo menos em mãos pequenas e médias.
Outra questão é a câmera, que embora tenha uma baixa resolução para um smartphone top em 2012, somente 5mp, a velocidade para abrir a App e o intervalo entre as fotos são absurdamente rápidos. Além disso o ICS traz efeitos interessantes e modo panorama nativos. A câmera da frente tem resolução de 720px para vídeo e permite fazer reconhecimento facial para unlock do aparelho. Esta função é bacana, mas se colocarmos uma foto da pessoa na frente o aparelho reconhece, ou seja, promissor mas ainda não 100% seguro.
A bateria está na média dos outros smartphones, dura um dia com uso médio. Como o aparelho é super fino e leve eu acho que a bateria poderia ser maior, como acontece com uma variação para os EUA com 4G.
Resumindo, tanto o ICS como o Galaxy Nexus são evoluções grandes para o ambiente Android, mas ainda não estão na altura do iOS em resposta da interface e qualidade das Apps. As exceções são as Apps do próprio Google, como Maps e Gmail, que são mais avançadas no Android do que no iOS. Quem é fã do Android este é o aparelho para comprar!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Comments (

0

)