Ainda Macworld

Depois de um dia de repercussões em toda a parte, podemos tirar algumas boas justificativas para a saída da Apple da Macworld.
Os eventos que a própria empresa faz no seu campus ou em algum lugar alugado para lançamentos de produtos pontuais são tão eficazes para a visibilidade na mídia quanto a Macworld.
Com os eventos próprios, a empresa pode também controlar o seu próprio calendário de lançamentos e não ter que finalizar algum produto em janeiro. Lembrem-se que o iPhone foi anunciado em janeiro e vendido em junho.
Além disso, no ano passado, por exemplo, as ações da Apple despencaram depois da decepção por poucos lançamentos. A expectativa é muito grande todo ano.
Então meus caros, apesar de não termos mais a diversão e expectativa pré-Macworld me parece que a decisão faz todo o sentido.

Update: Outra coisa que eu me esqueci de comentar, é certo que o o Jobs mais cedo ou mais tarde deve sair da empresa. A questão é que os Keynotes são evidencias públicas da importância dele. Logo, ele não aparecer tanto em eventos grandes ajuda a minimizar este problema da sucessão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Comments (

0

)