iPad como Laptop

Estou escrevendo este post na cadeira de um avião no meu iPad usando a App do WordPress. Está completando praticamente um mês que estou usando o tablet e penso que é o momento certo para publicar mais algumas impressões, principalmente em relação ao uso dele como substituto de um laptop. Nas últimas semanas tenho usado o iPad na minha rotina normal de aulas, reuniões, navegação em casa e nesta viagem. O primeiro ponto que me libertou em relação ao meu MacBook Air é a bateria. Embora os novos Macbooks tenham um autonomia nominal de 10hs, o uso prático com wifi e muito processador diminui este número para menos da metade. O iPad aguenta um dia cheio que inclui apresentações ligadas ao projetor sem ver a tomada. Ele demora para carregar, um bom hábito é sempre plugar durante a noite para ter realmente 100% de gás no começo do dia.
Falando em apresentações, esta era uma das minhas maiores dúvidas e eu queria testar o uso nas minhas rotinas. Ele realmente importa muito bem as apresentações do Keynote feitas no Mac via iTunes, iWork.com ou email se não for muito grande. Nenhum dos métodos me permitiu importar um Keynote de 400mb cheio de vídeos. Depois de uma optimizada no conteúdo ele pode rodar sem problemas. Aliás, videos nas apresentações podem ser importados diretamente da galeria de fotos e rodam muito bem. No iPad, poucos efeitos nos slides não foram reproduzidos, uma boa quantidade de transições também estão lá. Além da importação, fiz uma apresentação toda no aparelho e foi uma tarefa bem agradável. Para a projeção, pode-se usar jm cabo de vídeo componente ou composto, como no iPhone, ou um adaptador VGA exclusivo do iPad. A qualidade da imagem é igual ao do Mac e o gasto da bateria extremamente razoável. Em 1h30min de aula ele foi de 100% para 83%. As minhas únicas reclamações são a falta de um controle remoto e a tela que fica no iPad poderia ter as informaçoes de tempo e próximo slide que o Keynote para o Mac possui. Em compensação, poder clicar ma tela e o projeto virar um ponteiro laser causa um impacto no audiência 🙂
Fora isso, transitar arquivos era um problema que eu resolvi com a App Goodreader que custa U$0,99. Com ela, eu consigo agora acessar arquivos em servidores FTP, iDisk, dropbox e outros alem de receber arquivos .zip e descompactar, alias, ele compacta também.
Outro ponto de destaque, foi o uso do teclado bluetooth. Eu usei um ThinkOutside antigo e um da Apple. Os dois funcionaram na boa, mas o oficial aceita os atalhos, como brilho, volume, etc.
Como eu falei no review, o teclado interno é ótimo e estou escrevendo sem problema, como por exemplo, este texto. Mas o teclado externo pode ajudar a ganhar velocidade.
Resumindo, para 90% das minhas atividades diárias o iPad atende e ainda deixa tudo mais divertido.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Comments (

7

)

  1. Fabricio Stefani Peruzzo

    Oi Eduardo,

    Tu és o cara que pode responder a questão que não consigo descobrir resposta nos site sdo exterior. Como funciona a acentuação usando o teclado externo bluetooth?

    Sendo mais específico, consigo acentuar como se estivesse no Mac ou PC com o teclado US-International? É possível teclar ‘ e c para fazer um ç? ~ e a para fazer um ã? Ou é diferente? E sendo diferente, diferente de que forma?

    Estou desde domingo usando um iPad teclando na tela e gostando muito, mas para textos longos um teclado externo com a acentuação que estou acostumado no micro seria simplesmente matador.

    Sobre teu teclado ThinkOutside, sabes onde encontro um para venda? Queres vender o teu? A propósito, eu sou o Fabricio que comprou teu Sony Reader há pouco mais de um ano 🙂

    Abração.

    1. Edupel

      Oi Fabricio, tudo joia? Sim, consegues acentuar usando as teclas option nos teclados de Mac e Alt nos PC. Este teclado que eu mencionei está fora de linha. Talvez ainda consigas algum no Mercado Livre. Se fores comprar outro te sugiro o original da Apple que é muito pequeno e fino alem de ter otimas teclas.

  2. Fabricio Stefani Peruzzo

    Valeu, Eduardo.

    Então vou ter mesmo que decorar algumas teclas especiais. O ideal seria fazerem como no layout US-International, mas esse pessoal sempre esquece dos brasileiros 🙂

    O da Apple é o que está na minha lista de compras. Queria o da ThinkOutside porque é muito prático para carregar, mas depois de ver o da Apple, não é tão maior, mesmo “aberto”.

  3. Edupel

    Outra opção seria o da Nokia que também dobra. Não testei mas deve funcionar, pois usa Bluetooth HDI padrão.

  4. Osmar Jr

    Olá, tudo bem? Vou comprar um iPad nos EUA, e gostaria de sua opinião para a compra dos assessorios. Estou pensando em comprar junto o seguinte itens: case, iPad Dock Connector to VGA Adapter, Apple Wireless Keyboard. Vc acha que compensa o investimento? Ao todo a compra vai ficar em U$ 995,00.

    1. Edupel

      Oi, acho que sim. Com estes acessórios ele vira um Laptop. Recomendo também o adaptador USB se usas cameras de foto digital.

  5. Ubimidia » Blog Archive » Review do MacBook Air 11

    […] que surge o iPad no começo do ano passado e eu comecei a usa-lo realmente como laptop, como reportei neste post. Se o AIR era leve o iPad me fez trocar a mochila por uma bolsa bem menor e tudo estava ainda […]